5 variáveis da análise de crédito que você não deve deixar de usar

A análise de crédito é uma estratégia que utiliza dados financeiros dos clientes para viabilizar uma caracterização de quem pretende tomar crédito.

Como qualquer erro nesse âmbito pode gerar sérios prejuízos, sua realização deve se basear em processos contínuos e bem organizados.

Entretanto, as variáveis que devem ser verificadas na análise de crédito vão muito além dos dados financeiros dos potenciais clientes.

Principalmente em um contexto de crise econômica, fazer uma análise de crédito correta é fundamental para evitar a inadimplência.

Para mostrar a você o que deve ser levado em conta nesse processo, selecionamos 5 variáveis da análise de crédito que oferecem maior segurança contábil ao seu negócio. Confira:

Caráter do cliente

Costuma ser o primeiro fator observado no processo de seleção para definir quais clientes receberão o crédito solicitado. Seu objetivo é apresentar a capacidade de pagamento dos clientes.

Essa análise inicial deve considerar, como variável fundamental, as dívidas antigas do cliente que pretende adquirir o crédito.

Dessa forma, é possível identificar se os débitos foram pagos e se os pagamentos foram pontuais, mostrando se o cliente honrou suas obrigações passadas.

Para ter acesso a informações desse gênero, é possível buscar por registros bancários e contato com fornecedores.

É claro que, para alcançar mais eficiência na análise, cada caso deve ser analisado individualmente, considerando, inclusive, o contexto econômico e político do país.

Capacidade de gestão

Relaciona-se à forma como o pretendente a tomador de crédito coordena sua empresa/negócio, considerando sua capacidade de honrar as dívidas.

Esses aspectos estão associados à produtividade, competitividade da empresa, aparatos técnicos ligados ao negócio, entre outros.

Com esse tipo de análise, deve-se sempre considerar a capacidade do cliente de coordenar o próprio negócio com o objetivo de gerar lucro — e, consequentemente, honrar os pagamentos devidos.

Patrimônio do cliente

Neste tópico, deve-se observar a saúde financeira da empresa, considerando o patrimônio líquido que pode ser utilizado para o pagamento das dívidas.

Podem ser considerados patrimônio máquinas, equipamentos, veículos, imóveis, entre outros.

Aqui, a procedência dos bens da empresa também é analisada, considerando o capital social dos donos — sejam os sócios ou investidores — a fim de verificar a idoneidade do negócio e dos responsáveis por ele.

Garantias de crédito

É claro que, mesmo as empresas com boa saúde financeira e excelente histórico de pagamento podem ter problemas para saldar as dívidas futuras.

A concessão de crédito é sempre um risco e, portanto, é preciso considerar também as garantias de pagamento do crédito a ser concedido — que normalmente são ativos complementares, com valores que costumam ser iguais ou superiores ao crédito concedido.

É importante pontuar que este tópico também engloba a liquidez dos bens associados à garantia de pagamento, bem como a capacidade de comercialização, custos de manutenção, depreciação, despesas de venda e localização.

Contexto

Ponto crucial para a análise, o contexto se relaciona a todos os outros, mas não pode ser abordado isoladamente. Deve-se pensar em fatores relacionados ao setor de bens/serviços ao qual pertence o tomador de crédito em soma dos fatores econômicos desse ramo, da região/estado e país.

Tudo deve estar relacionado ao que pode aumentar ou diminuir o risco de inadimplência do cliente, incluindo a conjuntura internacional, as posições e ações futuras dos concorrentes, a influência de possíveis catástrofes naturais e, é claro, as políticas governamentais de incentivo e as políticas econômicas em fase de adoção por parte do governo.

Como você viu, considerar as variáveis da análise de crédito é fundamental para ter acesso a um panorama completo do cliente.

Observando suas especificidades, conhecendo seus problemas e potencialidades, é possível diminuir o nível de inadimplência no momento da concessão de crédito.

E você, o que analisa na hora de fazer uma análise de crédito?

Restou alguma dúvida sobre esse assunto?

Compartilhe conosco nos comentários abaixo e participe!

Equipe DEPS Tecnologia

Consultoria grátis sobre análise de crédito