Software de análise de crédito: o que você tem que saber antes de escolher?

Um software de análise de crédito pode trazer muitos benefícios para sua empresa. A começar pela redução de riscos com falta de pagamento. A inadimplência é um dos principais problemas enfrentados pelas empresas. No final de 2018, a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgou um levantamento revelando que o número de empresas inadimplentes cresceu 7,3% em outubro – comparado com o mesmo período do ano anterior.

O dado mostra que a concessão de crédito precisa ser, cada vez mais, acompanhada de cuidados para identificar os clientes capazes de honrar com os compromissos assumidos. Dessa forma, evitam-se riscos financeiros para a empresa que disponibilizou o crédito.

Isso, porém, não quer dizer que os procedimentos devem ser mais burocráticos e trabalhosos para os analistas. Pelo contrário, o processo deve ser ágil e seguro para garantir uma resposta rápida a todos os envolvidos nessa cadeia.

Com objetivo de ter uma avaliação objetiva, criteriosa e segura, muitas empresas recorrem à utilização de um software de análise de crédito. Você sabe como escolher um?

QUAL É A IMPORTÂNCIA DE UM SOFTWARE DE ANÁLISE DE CRÉDITO?

O alto volume de negócios e a quantidade de informações podem dificultar a avaliação para liberação de crédito, já que muitos fatores precisam ser levados em consideração.

Além disso, cada empresa usa informações específicas como base na sua avaliação. Não há uma regra ou um critério padrão que possa ser aplicado a todos os negócios. Por esse motivo, um software de análise de crédito pode ser uma ferramenta altamente eficaz.

Em poucos segundos, o sistema rastreia os dados do proponente, detectando débitos junto aos órgãos oficiais, bancos e outros estabelecimentos, bem como a veracidade de informações apresentadas na realização de negócios, sendo mais de 700 variáveis consultadas.

Ao final desse rastreamento, o próprio sistema avalia e cruza as informações, chegando a um diagnóstico do perfil do cliente. Com base nesse diagnóstico, e de acordo com os critérios definidos na política de crédito da empresa, o software determina se é possível conceder o crédito e qual o seu valor.

Ou seja, a responsabilidade de tomar essa decisão tão delicada para a empresa e o cliente não fica mais sujeita à avaliação subjetiva do analista de crédito.

Portanto, um sistema automatizado se apresenta como uma garantia de segurança. Ao quantificar e qualificar o crédito ou venda, diminuem os índices de fraude e agiliza os processos de liberação.

SOFTWARE DE ANÁLISE DE CRÉDITO: COMO ESCOLHER

Para obter esses resultados, é necessário apostar em uma ferramenta que tenha as funcionalidades necessárias para garantir que as condições estabelecidas pela sua empresa sejam cumpridas.

Entenda o que um software de análise de crédito precisa oferecer para otimizar suas operações de concessão de crédito:

APERFEIÇOAMENTO DO PROCESSO DE CADASTRO

O cadastro dos clientes deve ser uma atividade estratégica. Ter à disposição informações adicionais contribui para uma decisão mais precisa sobre a liberação do crédito e a identificação do potencial de limite para cada proponente.

Por isso, o sistema precisa oferecer uma integração de dados cadastrais que permita a obtenção de informações de fontes diferentes com uma única ação. Essa funcionalidade garante uma análise detalhada sem a necessidade de realizar a pesquisa em diversos canais, reduzindo assim o tempo dedicado a esta atividade.

AJUSTE À POLÍTICA DE CRÉDITO DA EMPRESA

A política para concessão de crédito praticada por uma empresa pode ser diferente das práticas adotadas por outras organizações. Isso acontece porque cada companhia tem suas próprias necessidades, critérios de avaliação, assim como um público com características distintas.

Sendo assim, o sistema não pode ter um funcionamento padronizado. Ele precisa ter opções de configuração personalizadas, que estabeleçam regras de acordo com a política estabelecida por aquele negócio.

Dentro do sistema de análise de crédito, é possível cadastrar uma série de critérios e regras que serão analisados e cruzados com as informações do cliente. Com isso, a empresa não precisará mais avaliar caso por caso, perfil por perfil e histórico por histórico no momento da análise.

A política de crédito servirá como parâmetro de avaliação para os algoritmos do sistema. A empresa também pode definir limites de crédito e criar classificações para enquadrar cada cliente que fizer uma solicitação.

CONTROLE EFICAZ DA APLICAÇÃO DE REGRAS

Além da definição de regras, o gestor precisa ter um sistema que permita o controle eficaz da aplicação dessas normas. O cruzamento de informações permite ajustar o desempenho do software ao perfil da empresa, gerando mais segurança para as negociações.

O sistema apresenta uma análise segura, baseada em dados e informações específicos. Em seguida, revela se o cliente teve sua solicitação aprovada e quanto de crédito é seguro disponibilizar. Com base nessas informações, a empresa se sentirá mais segura ao fechar uma concessão de crédito.

Isso quer dizer que intervenções humanas serão cada vez menos frequentes, pois será sempre mais seguro confiar na avaliação do sistema.

AGILIDADE E OTIMIZAÇÃO

A automação da análise de crédito precisa reduzir o trabalho de sua equipe sem perder a qualidade e a segurança da avaliação.

O processo de concessão não deve ser trabalhoso e demorado. Ele precisa prover informações que permitam confrontar não só os atrasos em pagamentos, mas também títulos a vencer e a quantidade de pedidos em aberto com a capacidade financeira do cliente.

Todo esse levantamento deve ocorrer de forma rápida e precisa, favorecendo a produtividade da equipe e permitindo que um tempo maior seja dedicado às avaliações que exigem maior atenção — dos pedidos perdidos e de indícios falsos.

O tempo dedicado às tarefas demoradas e que exigem mais atenção do analista serão substituídas por práticas mais estratégicas, como a criação de ações para melhorar a gestão da carteira de clientes e reduzir a inadimplência.

PADRONIZAÇÃO DAS ANÁLISES

Com a avaliação realizada por um sistema, os mesmos critérios são utilizados para analisar as propostas de todos os clientes de forma objetiva e baseada em dados.

Essa padronização evita equívocos na concessão por fatores subjetivos, como impressões pessoais que podem conduzir a negociações desastrosas, como a liberação de crédito para conhecidos, familiares ou clientes antigos que estão negativados.

O software de análise de crédito permite que a empresa determine prazo de validade para cada avaliação. Assim, caso seja interessante para o modelo de negócios da empresa, pode-se fazer novas análises do mesmo cliente, de períodos em períodos, para avaliar como está a sua reputação financeira e sinalizar para futuras solicitações de crédito.

Portanto, a análise feita por um sistema com essas características promove segurança para as avaliações, diminui os custos e o tempo utilizado para a condução dessas operações e, principalmente, reduz a probabilidade de inadimplência.

Além disso, em relação aos serviços convencionais, a utilização de um software apresenta uma relação de custo-benefício muito vantajosa para as empresas. A contratação de um software de gestão de crédito deve ser feita com base nas necessidades de cada negócio, porém alguns critérios são fundamentais para quem busca a automatização dos processos.

Estar atento aos recursos que citamos acima é fundamental, bem como contar com uma ferramenta que proporcione mobilidade, ou seja, possa ser acessada tanto no computador, quanto em tablets e smartphones. Com isso, a solicitação da análise de crédito e o acesso ao resultado da análise podem ser feitos antes mesmo do profissional chegar ao escritório – resultando em mais uma forma de agilizar o processo.

Ao contratar um software de análise de crédito, os profissionais da área terão mais tempo para cuidar da gestão, aperfeiçoamento e inovação do negócio.

E aí, ficou interessado? Gostaria de saber mais sobre as vantagens que um software de análise de crédito pode proporcionar à sua empresa? 
Então não perca tempo:
entre em contato com a DEPS e descubra como revolucionar a concessão de crédito em seu negócio!eBook: VENDENDO MAIS COM A GESTÃO DE CRÉDITO

Conteúdo publicado originalmente em 30/03/2017 e atualizado em 13/02/2019.