Software de gestão de crédito: prepare sua empresa

“É inútil fazer com pouco o que requer mais”, afirmou o matemático alemão Karl Menger. No mundo dos negócios, que é um universo complexo por natureza, a frase de Menger tem uma aplicabilidade evidente: impedir um emprego de meios desproporcional àquele exigido pela realidade, o que só trará prejuízos.

Assim, no ambiente competitivo de hoje, sabe-se que é preciso ter sempre em mente as reais necessidades de qualquer negócio e buscar implantar soluções adequadas a elas.

Dito de outro modo, “o barato sai caro”…

No momento de alocar recursos, é essencial compreender onde vale a pena investir e perceber se a ausência de investimento não implica danos maiores. Um bom exemplo disso é o que acontece com os softwares de gestão de crédito, que muitas empresas acabam por deixarem de lado sem imaginar o quanto isso lhes custará.

Em posts anteriores, temos mostrado como uma gestão tradicional da concessão de crédito na sua empresa pode gerar demora e até estagnação nas vendas; mostramos também como a adesão à automação, por meio de um software de gestão de crédito adequado, oferece inúmeras vantagens.

Pois bem. Imagine que, tendo compreendido as oportunidades que podem advir da adoção de um software qualificado, sua empresa decide finalmente adotar uma gestão de crédito inteligente. Como, então, preparar o ambiente organizacional para receber essa inovação e tirar total proveito dela?

Se essa é a sua situação, pensamos neste post para você. Nele, abordaremos a importância de preparar a sua empresa de modo adequado para receber um software de gestão de crédito, oferecendo soluções práticas para duas situações específicas: a de lidar com a resistência ao novo no seio da empresa e a de escolher o software adequado às necessidades da organização.

Continue a leitura, vamos saber mais!

Como lidar com a resistência a mudanças?

Embora seja lugar comum a ideia de que a mudança é das coisas mais constantes que existem na vida humana, a verdade é que tudo o que é novo assusta e, portanto, tende a ser rejeitado. De fato, a incerteza em relação ao novo e o apego à estabilidade e ao conforto dificultam a adoção de novos procedimentos nas empresas, quaisquer que sejam eles. Como enfrentar esse problema ao adotar um software de gestão de crédito?

#1 Implemente uma cultura propícia à mudança

 Em primeiro lugar, tenha em mente que é necessário criar na empresa um ambiente propício à mudança, disseminando entre os colaboradores a ideia de que novos hábitos vêm geralmente como sinônimo de evolução e devem ser recebidos como tal.

Para criar essa cultura, o papel dos gestores é fundamental. Eles devem, de fato, ser o exemplo, mostrando-se receptivos a mudanças e reforçando os pontos positivos a elas associados por meio de uma comunicação clara e objetiva.

Por isso, a administração deve primar por uma comunicação interna eficaz, que dê segurança aos servidores em todas as etapas da implementação do novo sistema. Essa segurança diluirá, pelo menos em certa medida, as chances de o software de gestão de crédito ser recebido com pessimismo e resistência, uma vez que o fator desconhecido terá sido atenuado.

Desse modo, partilhe as vantagens da mudança com os seus colaboradores de modo objetivo; ofereça dados e estabeleça comparações; leve-os, assim, a entender a necessidade de mudança. Depoimentos de empresas que adotaram um software de gestão de crédito relatam que, em apenas dois anos, passaram de um índice de 2,2% de inadimplência para 1,38%!

#2 Invista em treinamentos

Como afirmamos, a resistência muitas vezes está associada ao desconhecimento. Sendo assim, em segundo lugar, é necessário investir em treinamento e capacitação. Se a sua equipe foi bem treinada, se conhece bem o sistema de gestão de crédito a ser implementado, elas se sentirão também mais seguras ao lidar com a novidade.

É importante que a empresa avalie a antecedência com a qual o treinamento deve ser oferecido em relação à real implantação e o modo de oferecer tal capacitação – presencial, à distância, com recursos internos, etc.

# 3 Conte com apoio técnico especializado

 Outro fator para lidar com a resistência a mudanças é saber que a implantação de um software de gestão de crédito requer que os gestores planejem muito bem o período do antes e do durante as primeiras etapas da vigência da nova tecnologia.  É essencial, nessas etapas, contar com um sólido apoio técnico, que dê segurança em caso imprevistos e forneça o anteparo necessário durante o natural período de adaptação.

 Como escolher a ferramenta adequada? 

Sabemos que entre as funções básicas de qualquer gestão está o planejamento. Portanto, a implantação de um software de gestão de crédito implica, logicamente, pensar todas as etapas, das iniciais até as que levarão o sistema ao seu pleno funcionamento na empresa. Defina datas, estabeleça prazos e determine metas. É importante, para isso, conhecer muito bem a realidade da sua empresa, as necessidades atuais e as metas que se desejam atingir no futuro.

#1 Defina o escopo pretendido

O que a sua empresa espera com o software de gestão de crédito? Veja a importância dessa questão na prática. Imagine que a sua empresa deseje expandir a sua cartela de clientes, que já é robusta – as exigências do sistema contratado, nesse caso, serão seguramente diferentes daquelas aplicadas a outras empresas, em outras condições. Bancos, empresas de telefonia móveis, financeiras, seguradoras – cada um terá uma necessidade específica que deve ser levada em consideração.

A partir de um levantamento interno rigoroso, é possível definir com precisão em quais aspectos o software pode ser útil.

#2 Defina a sua política de crédito 

Novamente, esta ação implica autoconhecimento – saber, de fato, quais são as reais necessidades da empresa. Se o seu foco é obter mais agilidade, por exemplo, talvez seja necessário eliminar algumas etapas da análise de crédito para garantir que tudo se torne mais eficiente; se a intenção for principalmente reduzir a inadimplência, a política de crédito e, portanto, a configuração do software será diferente. Tudo deve ser pensado.

# Escolha o software adequado

 Pesquise e compare; meça os benefícios, o suporte e a confiança oferecidos pelas empresas. Só então faça a sua escolha.

Lembramos, por último, que a máxima de “é inútil fazer com pouco o que requer mais” vale para todas as etapas do processo.

A Deps é especialista em serviços de análise e concessão de crédito, com softwares de gestão de crédito simples, objetivos e rentáveis. Quer saber mais? Entre em contato conosco e saiba as condições que oferecemos especialmente para o seu negócio.