/
/
Como o Cadastro Positivo pode ser um aliado para quem concede crédito?

Como o Cadastro Positivo pode ser um aliado para quem concede crédito?

Criado em 2011, o Cadastro Positivo é uma base de informações sobre consumidores e seus comportamentos de compra. Desde 2019, todas as pessoas, sejam físicas sejam jurídicas, estão sujeitas à inclusão automática nesse repositório. Aqueles que, no prazo de 90 dias, não se sentirem confortáveis para exercer esse direito podem solicitar a exclusão de seus dados.

O Cadastro Positivo garante a desburocratização da concessão de crédito, sem comprometer a segurança necessária para que não haja riscos à liquidez do negócio. Segundo a Serasa Experian, o Cadastro Positivo seria responsável pela injeção de R$1,3 trilhão na economia do país.

Atualmente, discute-se que 22 milhões de pessoas à margem da oferta de crédito e da efetivação de operações formais, que exigem uma garantia de “bom pagador”, foram diretamente beneficiadas com o banco de dados positivo de consumidores.

Apesar do direito das pessoas de solicitar a exclusão de seus dados do Cadastro Positivo, isso não impede que o banco de dados seja abrangente e extremamente eficaz para a criação de políticas de crédito nas empresas. Assim, a ferramenta permite que muitas organizações analisem, detalhadamente, o comportamento dos clientes quanto à quitação de seus débitos antes de conceder crédito a eles.

Quer saber mais sobre o cadastro Positivo? Então, continue a leitura deste artigo!

Como o Cadastro Positivo pode ser um aliado para quem concede credito

Quais dados o Cadastro Positivo fornece?

Ele apresenta informações sobre o pagamento de contas de consumo e créditos obtidos juntos a instituições financeiras. Isso porque, quando a quitação deve ser feita de forma parcelada ou recorrente, o comprometimento do cliente ajuda a determinar a sua capacidade de pagamento.

Isso torna o consumidor elegível ou não para a obtenção de crédito em instituições financeiras e empresas que compõem o mercado. Assim, é possível verificar certos dados, como valores e data de quando os empréstimos foram feitos, mas também se foram quitados dentro ou fora do prazo, recebidos por intermédio de empresas de cobrança especializadas em processos extrajudiciais ou quitados judicialmente.

Isso significa que o repositório contém informações estratégicas sobre a capacidade de pagamento das pessoas associados às informações de empréstimos, faturas de cartões de crédito e até contas de consumo, como água e energia elétrica.

O workflow do Cadastro Positivo é bem simples: as empresas ou instituições financeiras com as quais o consumidor tem um relacionamento e um histórico de operações transmitem informações e alguns aspectos estratégicos das transações aos bureaus de crédito — sempre de forma adequada a governança, risco e compliance exigidos pelo setor, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que regula o uso e o compartilhamento de dados pessoais de terceiros no Brasil.

Os bureaus de crédito, por sua vez, permitem a consulta de empresas interessadas nesses dados, para que as decisões sobre os seus clientes sejam mais acertadas. Por isso, um dos receios mais comuns entre os consumidores é a disponibilização de dados pessoais sigilosos, como o valor de um contracheque.

É importante destacar que esse tipo de dado não é fornecido a nenhuma empresa, pois, conforme a LGPD, as informações sensíveis dos usuários devem ser restritas e armazenadas em segurança sob responsabilidade do detentor dos dados, aquele que obteve a autorização do proprietário das informações para a coleta e o devido tratamento.

Como o Cadastro Positivo impacta no processo de concessão de crédito das empresas?

Como o Cadastro Positivo pode ser um aliado para quem concede credito 1 1

Com o Cadastro Positivo, as entidades podem consultar o score de crédito de seus clientes e usar essas informações positivas para verificar como é o seu comportamento em situações que exigem pagamento de valores mais altos ou de serviços continuados. O impacto disso é a possibilidade de concessão de crédito mesmo quando a pessoa tem seu nome negativado.

Isso é possível porque as empresas conseguem identificar o comportamento do consumidor. É comum as pessoas serem fiadoras de outras em situações de crédito — nas quais o pagador não cumpre o compromisso financeiro —, ter o descuido com uma conta específica — como em decorrência de uma situação atípica e não prevista — ou conceder seus dados para terceiros fazerem compras, o famoso “empréstimo de nome”.

Em todas essas situações, inclusive em outras, a idoneidade do consumidor fica comprometida e pode impactar sua qualidade de vida. Entretanto, se a pessoa mantém em dia o pagamento de todos seus demais compromissos, ela pode não ser penalizada por isso.

CTA horizontal 6

O Cadastro Positivo é um repositório que permite que essas situações sejam mapeadas e analisadas individualmente pelo mercado, para que o consumidor idôneo, mas com uma situação eventual e atípica, também possa fazer compras ou outras ações no mercado.

Além disso, é interessante destacar que ter o Cadastro Positivo habilitado é um diferencial que contribui para o crescimento do seu score nos bureaus de crédito. Assim, ele favorece o consumidor tanto como ferramenta para informações comportamentais mais detalhadas quanto para consultas superficiais, porém, imprescindíveis para a manutenção da circulação de capital no mercado.

Quais as projeções para a expansão de crédito?

Um relatório apresentado pelo Banco Central (BC) estimou a expansão de crédito no Brasil como um reflexo direto do cenário de crise que vivenciamos, em decorrência da pandemia causada pela COVID-19. Muitas empresas recorreram a empréstimos e financiamentos para garantir a perenidade dos seus negócios e o compromisso com o pagamento de contas mais urgentes, como as de consumo e a manutenção dos empregos.

O Cadastro Positivo também é válido para empresas e, juntamente ao score, é um recurso indispensável para empresários que querem impulsionar os seus negócios. Ao fazer a análise de crédito de clientes e conferir o seu comportamento e a sua capacidade de pagamento, a empresa pode oferecer melhores condições para seus consumidores, como juros mais baixos, de forma adequada ao seu momento financeiro.

Além disso, o sistema de informações positivas dos clientes fomenta a economia, pois diminui a rigidez das restrições e garante a circulação de capital no mercado. Restrições que também comprometem a capacidade de pagamento, como juros muito altos que prejudicam a liquidez desse cliente a longo prazo.

image 1

Portanto, consolide uma política de crédito para a sua empresa e ofereça um processo de análise por meio do score e do Cadastro Positivo. Ter processos sólidos, com controle, indicadores e profissionais especializados, é fundamental para empresas que concedem crédito reduzirem a sua exposição ao risco e à inadimplência. Essa gestão inteligente contribui diretamente para o desenvolvimento sustentável de qualquer negócio.

Se você achou este artigo útil e quer começar a otimizar o seu processo de crédito, que tal acompanhar as informações mais relevantes e recentes sobre a política de crédito por meio da nossa newsletter!

Para não perder os nossos próximos e ficar atualizado sobre as nossas soluções tecnológicas, segue nossas redes sociais. Estamos no FacebookInstagramYouTube e Linkedin.

Até a próxima!

Compartilhar:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter