/
/
6 dicas de como manter a saúde financeira da empresa em dia

6 dicas de como manter a saúde financeira da empresa em dia

Manter a saúde financeira de um negócio é um desafio, mas que pode ser feito considerando algumas boas práticas. Entre as causas de falência de negócios, sejam eles pequenos ou não, a falta de controle preciso das informações de finanças é uma das principais.

Sabemos que os cuidados com os processos financeiros devem ser parte da rotina organizacional. No entanto, muitas empresas começam a fazer isso apenas em um cenário de crise. O problema é que pode ser tarde demais.

Neste artigo, vamos apresentar 6 dicas infalíveis para manter a saúde financeira da sua empresa. Aprenda a preparar o seu negócio e a deixá-lo cada vez mais consolidado no mercado. Vamos lá?

1. Faça a contabilização dos fluxos

O primeiro passo para colocar a saúde financeira do seu negócio em dia é garantir a contabilização de todo o seu fluxo econômico. Isso significa registrar, por meio de um controle preciso, as transações financeiras da sua empresa: entrada e saídas.

Além disso, é fundamental que o seu negócio conte com uma área contábil consolidada, seja com um outsourcing (terceirização) ou com a contratação de profissionais próprios.

Um balanço patrimonial só pode ser feito corretamente quando esses lançamentos de pagamentos e receitas são informados e controlados. É por meio desse relatório contábil que você vai conseguir identificar qual é a real situação do seu negócio. Não deixe de controlar os seus ativos, principalmente do imobilizado.

2. Foque na quitação das dívidas

Na contabilização do balanço vem descrita as suas dívidas a curto e a longo prazo, além da previsão de entradas também considerando esses períodos. A partir desses dados, desenvolva um plano de ação para que o seu negócio consiga quitar as dívidas, estejam elas na inadimplência ou não.

3. Invista em análise de crédito

Com o aprimoramento das soluções em gestão da informação e o impulsionamento dos meios digitais, hoje, é muito mais fácil coletar dados e fazer análises de mercado.

Se você realiza vendas por meio de pagamento divergente do débito à vista ou do cartão de crédito, como pagamento com boleto e crédito em conta, ou trabalha com produtos de alto valor agregado, invista na análise de crédito.

Por meio desse recurso, é possível identificar o perfil do consumidor e avaliar se ele é um bom cliente para o seu negócio. Assim, você consegue resguardar a empresa, uma vez que a exposição ao risco é reduzida. No entanto, não é garantidor de total isenção de situações de inadimplência.

4. Avalie o modelo de receita recorrente

Prever a receita de um negócio sempre foi uma tarefa complicada para qualquer gestor. Com um modelo focado na receita recorrente, a sua empresa pode ter uma saúde financeira mais estável.

Conhecida também como a nova economia, a receita recorrente funciona na modalidade de assinaturas ou contratos de longo prazo. Verifique se o seu negócio cabe nesse tipo de estrutura.

[rock-convert-cta id=”18963″]

5. Faça um fundo de reserva

Quando falamos em negócios, o termo fundo de reserva, muitas vezes, é referido como “caixa da empresa”. Um dos equívocos mais comuns é acreditar que o capital de giro é o caixa do negócio.

Na verdade, ele é apenas o montante necessário para que a operação do negócio aconteça. O caixa é a reserva financeira que o empresário fez para a empresa. Por isso, é essencial ter um controle dos gastos e sempre guardar o excedente: isso é sinônimo de gestão inteligente.

Para que o seu dinheiro não sofra desvalorização, busque a orientação do seu gerente bancário e comece a investir o capital do negócio em uma carteira diversificada. Assim, além de guardar dinheiro, você vai fazer ele render e fortalecer a saúde financeira da empresa.

6. Tenha um plano de negócios

Todas essas ações devem fazer parte de um documento estratégico que vai nortear as decisões da empresa: o plano de negócios.

Construa o planejamento estratégico da organização para o próximo ano e considerando um cenário mais longo, como daqui a 5 anos. O plano deve trazer as ações que vão fazer a empresa alcançar o lugar que ela almeja no mercado.

Avalie os seus indicadores de resultado apresentados pela contabilidade e defina metas desafiadoras, porém, reais para as equipes. Além disso, faça o controle da performance por meio de aplicações de Business Intelligence (Inteligência de Negócio). Com essas dicas, com certeza, você vai otimizar a saúde financeira do seu negócio.

Se você achou este post interessante e quer aprender mais sobre como melhorar a saúde financeira da sua empresa, leia o nosso artigo sobre a importância das contas a receber. Aproveite a leitura!

Analise credito pandemia

Analise credito pandemia

Compartilhar:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter